PRAÇAS DECIDEM RUMO DO MOVIMENTO.


Passados sete dias do início do acampamento de praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte em frente à Governadoria, no Centro Administrativo do Estado, o governo ainda não deu resposta às reivindicações da categoria. Por isso, as entidades representativas convocaram para a manhã desta quarta-feira (16) uma assembleia geral unificada extraordinária para decidir o rumo do movimento. A reunião começa às 10h no acampamento. 

A principal reivindicação é o envio do projeto do Plano de Carreira dos praças à Assembleia Legislativa do RN e sua aprovação.  Segundo o presidente da Associação de Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros do RN, Eliabe Marques as associações não receberam qualquer resposta do secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Eliéser Girão Monteiro Filho, quanto às principais demandas.

O titular da Sesed se comprometeu em reunião, na última quinta-feira (10), com os presidentes das associações representativas dos praças a levar às reivindicações a governadora Rosalba Ciarlini e dar retorno aos praças sobre o assunto na segunda-feira (14), o que não ocorreu.

Os praças prometem fazer a operação “Tolerância Zero” e  paralisar as atividades até o dia 22/04, se não houver “diálogo” com o Governo. “A discussão começou em 2011. Nós somos o único Estado que não tem plano de carreira para os praças. Nós entramos e vamos para a reserva, trinta anos depois, como soldados”, afirma o presidente a Associação de Praças e Soldados do Rio Grade do Norte”, Roberto Campos.

Fonte: Site Tribuna do Norte.

Comentários

  1. BlogGalinhosOnline16 de abril de 2014 09:32

    Passados sete dias do início do acampamento de praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte em frente à Governadoria, no Centro Administrativo do Estado, o governo ainda não deu resposta às reivindicações da categoria.

    ResponderExcluir
  2. Passados sete dias do início do acampamento de praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte em frente à Governadoria, no Centro Administrativo do Estado, o governo ainda não deu resposta às reivindicações da categoria.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
ESTAMPARIA 2F ARTIGOS PERSONALIZADOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE