POTIGUAR É MORTA NA GUERRA DA POLÍCIA CONTRA TRAFICANTES NO RIO DE JANEIRO.

Arlinda Bezerra, de 71 anos, tentava proteger um neto de 10 anos quando foi atingida por uma bala perdida.


Arlinda Bezerra de Assis, conhecida como Dalva, natural do Rio Grande do Norte, foi morta no início da noite deste domingo (27) após ser baleada na Favela Nova Brasília, no Complexo do Alemão. 

Criminosos também atacaram a base da UPP do Alemão com tiros.

A mulher morta teria 71 anos e foi baleada na barriga, na localidade conhecida como Largo da Vivi. 

A vítima foi socorrida por um motorista de Kombi, e chegou a dizer que tinha sido ferida por uma bala perdida. A idosa foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

Dona Dalva morava no Rio de Janeiro há mais de 40 anos. Ela foi baleada quando tentava proteger um neto de 10 anos que estava na rua no momento do tiroteiro entre bandidos e policiais.

Segundo a assessoria de imprensa das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), policias da UPP faziam uma patrulhamento por volta das 18h30 quando se depararam com um grupo de homens armados na Rua 2. Houve troca de tiros e o grupo fugiu. Logo em seguida, a base da UPP Alemão foi atacada com tiros.

Fonte: Portal NoMinuto.com

Comentários

  1. tentava proteger um neto de 10 anos quando foi atingida por uma bala perdida.

    ResponderExcluir
  2. BlogGalinhosOnline28 de abril de 2014 10:08

    tentava proteger um neto de 10 anos quando foi atingida por uma bala perdida.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
ESTAMPARIA 2F ARTIGOS PERSONALIZADOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE