RECADASTRAMENTO BIOMÉTRICO.

ELEIÇÕES - TRE reforça importância do agendamento prévio para recadastramento biométrico.

Cerca de 15 mil pessoas já realizaram o recadastramento biométrico junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que passará a valer como registro do eleitor já nas próximas eleições. A estrutura montada na Central de Atendimento, localizada no Fórum Eleitoral da capital, na avenida Rui Barbosa, está preparada para receber todos os eleitores que votam em Natal, os quais deverão ficar atentos para comparecer ao local no período reservado conforme mês de nascimento. Serão quatro etapas de recadastramento, sendo esta primeira reservada para aqueles que fazem aniversário nos meses de janeiro, fevereiro e março.

Para fazer o recadastramento, o eleitor deverá comparecer ao Fórum Eleitoral portando documento de identidade com foto, título eleitoral e um comprovante de residência. Nesse processo, uma ferramenta está se mostrando bastante importante, segundo a diretora geral do órgão, Andréa Guedes Toscano. “Estamos comprovando a importância das pessoas fazerem o agendamento, uma vez que nos garante planejamento e agilidade dos atendimentos aos eleitores”, afirmou.

O agendamento para o recadastramento biométrico pode ser feito por meio do site www.tre-rn.jus.br ou pelo telefone 3654-5000, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. “O fator muito positivo desses primeiros dias de recadastramento é que as pessoas realmente estão comparecendo. A nossa maior preocupação é com as pessoas que não agendaram os seus atendimentos, pois estamos com uma demanda alta no disk-atendimento, sem conseguir atender a toda demanda. Nossa orientação é que as pessoas deem preferência ao agendamento pela internet”, disse Andréa Toscano.

Na medida do possível, todos os eleitores serão atendidos, garante a diretora do TRE. Entretanto, já houve quem precisou passar mais de cinco horas na fila esperando pelo recadastramento. “São aqueles que não agendaram. Quem teve a oportunidade de agendar, chegou a esperar no máximo 40 minutos, o que ainda é um tempo considerado alto, mas que foi preciso para dar vazão a alta demanda”, declarou. “Nós estamos vendo que tem muitas pessoas que não possuem acesso aos meios de agendamento, mas precisamos atender a todos. É importante que todos os eleitores de Natal compareçam no período específico”.

Maria Irani da Silva, 51, foi uma das pessoas que precisou encarar uma fila na manhã de hoje para poder ficar com os dados atualizados e garantir seu direito com a Justiça Eleitoral. Segundo ela, todo esse processo é “desnecessário”. “Ainda não entendi o motivo desse recadastramento. Eles dizem que é mais seguro, mas não sei se é bem por aí. Eu até soube do agendamento, mas para não sair de casa duas vezes, pois não tenho internet em casa, resolvi fazer tudo de uma vez só”, disse à equipe de reportagem.

Já Ivonete Lucena, aos 62 anos, disse que preferiu a comodidade do agendamento. “Só esperei uns 20 minutos aqui e estou achando tudo muito rápido. Não tenho o que reclamar do sistema e do atendimento. Se temos que nos apresentar à Justiça, que assim seja”, afirmou. Assim como Ivonete, todos os eleitores deverão cadastrar as digitais de todos os dedos das mãos, que ficarão guardadas no sistema do TRE.
O grande fluxo de pessoas no Fórum foi enxergado como uma oportunidade de lucro para pessoas que trabalham com vendas ambulantes. Fredson da Silva e mais dois amigos estão oferecendo o serviço de plastificação do novo título eleitoral. “As pessoas saem com o documento e já podem plastificar aqui mesmo. É uma forma de facilitar a vida do cidadão e de nós lucrarmos. Procuramos a Prefeitura de Natal, nos regularizamos, e estamos autorizados a ficar na frente do Fórum”, explicou Fredson, afirmando que está tirando um lucro de R$ 600 por dia.

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) está fixada no local e permanecerá assim todos os dias para garantir que não haja engarrafamento, nem prejuízo ao pedestre. “Colocamos cones na avenida Rui Barbosa para que os motoristas fiquem em alerta, já que há muitas pessoas atravessando a rua. Além disso, estamos permitindo o estacionamento no canteiro central, já que se trata de uma eventualidade”, afirmou o agente de fiscalização da secretaria, Francisco Cavalcante.

Quem não comparecer ao recadastramento biométrico terá o título de eleitor cancelado. Com isso, além de não poder votar nas eleições, a pessoa é considerada irregular com a Justiça Eleitoral, sem poder assumir cargos públicos, comissionados e efetivos; receber programas assistências do Governo Federal; tirar passaporte; assumir vaga em universidade pública e contrair empréstimos em bancos oficiais do governo.

Fonte: Blog Alto Notícias.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
ESTAMPARIA 2F ARTIGOS PERSONALIZADOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE