PRAZO ENCERRADO.


Termina prazo para desocupação da Prefeitura do Natal.

O prazo dado para a desocupação do prédio da Prefeitura do Natal, que era o meio-dia desta quinta-feira (25), terminou. Às 10h, oficiais de Justiça notificaram o grupo informando sobre o prazo de duas horas para a saída dos manifestantes. Contudo, representantes dos permissionários estão reunidos com membros da Polícia Militar, Prefeitura do Natal e OAB para analisar uma saída pacífica para a ocupação do palácio Felipe Camarão. O clima é de tranquilidade nos arredores da sede do Executivo.

Os permissionários que estão dentro e fora da Prefeitura aguardam um posicionamento da reunião que ocorre na OAB, onde membros do sindicato da categoria (Sitoparn) buscam uma definição. A Prefeitura segue fechada e com a presença da imprensa e de manifestantes no interior do prédio. Na área ao redor do palácio Felipe Camarão, poucas pessoas pararam para observar o que ocorre no prédio. 

O trânsito na avenida Ulisses Caldas está parado, com 14 alternativos bloqueando vias e cobradores e motoristas em mesas montadas na área externa do prédio, onde até uma cozinha alternativa foi montada para a realização de uma feijoada.

Com o bloqueio do tráfego, que também ocorre na rua Junqueira Aires, desvios estão sendo utilizados pelos motoristas, sob orientação de fiscais da Semob. Os ônibus que seguem da Zona Norte e Alecrim com destino ao centro de Natal estão com o percurso normal, pela rua João Manuel. Quem segue da Ribeira para a Zona Sul deve utilizar a rua Potengi ou seguir pela "beira-canal", cruzando o Alecrim.

Observando a aglomeração, comerciantes aproveitam a área para vender seus produtos, principalmente água e picolé. Poucos curiosos estavam presentes na Ulisses Caldas, não manifestando apoio ou repúdio aos profissionais de transporte coletivo.

Policiais militares estão nas proximidades da Prefeitura, que está abrigando dezenas de permissionários. Membros de outros movimentos populares foram à Prefeitura, mas não foi permitida a entrada e a situação era de tranquilidade até o fim do prazo dado para a desocupação.

Caso não haja acordo para a desocupação pacífica do prédio da Prefeitura do Natal, a Polícia Militar vai realizar a desocupação do local. Até o momento, não há a confirmação se os permissionários vão deixar o palácio Felipe Camarão sem confronto com a PM. Pela manhã, o grupo disse que resistiria.

Fonte: www.tribunadonorte.com.br

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
ESTAMPARIA 2F ARTIGOS PERSONALIZADOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE